sexta-feira, 17 de maio de 2013

"The Mission" - Cap. 20




Megan POV
- Se fizer alguma besteira o garoto morre... Isso se ele não morrer antes. – O bandido me disse rindo e entrou no carro. Vi o automóvel desaparecer na curva e desabei no chão. Eles o levarão por minha culpa, eu sabia que devia ter ficado longe. Um casal passou por mim e ficou me olhando, eu chorava desesperadamente.
- Você está bem? – A garota me perguntou, olhei-a e balancei a cabeça. – Quer que eu ligue para alguém? Está passando mal?
- Eles levaram meu namorado... – Murmurei entre o choro. – O sequestraram.
- Então, devo ligar para a polícia. – O menino tirou o celular do bolso.
- Não, eu vou para casa. – Disse, me levantando.
- Garota, você precisa avisar as autoridades.
- Obrigada por se preocuparem, mas a autoridade não pode interferir nisso. – Virei-me e caminhei em direção à praia, precisava chegar logo em casa, preciso falar com o Scooter. Mesmo sabendo que não podemos fazer nada, sem que Justin sofra. Cheguei em casa e fui atrás do Scott, o encontrei na sacada do seu quarto.
- Scooter... – Disse e ele me olhou, assustado.
- Meg, o que aconteceu? – Abracei-o e voltei a chorar.
- Eles levaram o Justin... – Disse, soluçando.
- O que? – Ele me olhou confuso.
- Os bandidos, levaram o Justin e me ameaçaram... Scooter, eles vão matá-lo. – Afastei-me e cobri o rosto com as mãos. – Eu nunca devia ter vindo para cá... Eu os coloquei em risco e agora olha o que aconteceu. – Scooter estava inconformado. – É a minha família que eles querem arruinar, você não deviam estar envolvidos nisso... Justin não devia ter sido levado.
- Acalme-se Meg, nós vamos resolver isso...
- Por quê? Por que se importa tanto Scooter? Meu pai não discutiu com você?
- Não vamos falar sobre isso agora, Meg. – Scooter entrou no quarto e começou a procurar por algo.
- E agora?
- Vá dormir.
- Dormir? Justin está correndo risco por minha causa e você manda ir dormir? – Perguntei nervosa.
- É o melhor a se fazer...
- E quando eu acordar, vocês terão saído e se colocarão em risco, por minha causa
- Se te consola, isso não é por sua causa, é pelos seus pais, por Justin e pela ACOS. – Ele disse, com um tom de ignorância. Dei-lhe as costas e sai do quarto, batendo a porta.
- Hey, pirralha. – Max me parou no corredor. – Scooter está ai?
- Por quê? Vocês irão planejar o dia de super-herói? Vocês acham mesmo que conseguem salvar as pessoas de bandidos, sem ter consequencias?
- Que bicho te mordeu Megan?
- Eles sequestraram o Justin, Max... – Disse e tentei conter as lágrimas. – O levaram e agora eles irão o matar.
- Não diga isso, porque tanta negatividade? – Max estava chocado e pensativo. – Droga.
- O que estão armando Max? Qual o plano de vocês?
- Não tem plano Megan, o plano é sobreviver. – Max disse nervoso, com a voz alterada. – Você não conhece Nick... Não faz nenhuma ideia do que ele é capaz de fazer para conseguir o quer. – Fiquei o olhando, com medo. – Vá dormir. – Obedeci, em silêncio. Eu não queria continuar aquela conversa, só estava ficando mais nervosa e aflita. Entrei no quarto do Justin e olhei em volta, aproximei-me dos quadros e fiquei encarando as fotos.
- Vai ficar tudo bem. – Sussurrei para mim mesma.
[...]
Estava no quarto, deitada na cama, encarando o teto, quando Tyler entrou. Ele me olhou e sorriu fraco e se aproximou e sentou ao meu lado, ficamos nos olhando. Ty sabe, eu vejo isso em seus olhos e, ele está procurando palavras para me consolar.
- Justin vai voltar... E seus pais também. – Ele segurou minhas mãos.
- Às vezes, parece que isso nunca irá acabar. – Abaixei a cabeça. – Que nunca terei minha vida de volta.
- Logo tudo irá se acertar, gatinha. – Tyler sorriu e beijou minha mão. – Vem cá Meg. – Ele abriu os braços e me abraçou, voltei a chorar.

Justin POV
Senti uma pancada na cabeça e tudo ficou escuro. Cai no chão e senti que alguém me batia, eles riam do meu sofrimento. Abri os olhos e vi mais duas cadeiras, com cordas em cima. Três homens, ao total, se dividiam para me espancar, eu já não aguentava mais de dor.
- Quem é esse? – Ouvi uma voz e consegui enxergar, meio embaçado, alguém parado na porta. – Parem de bater no garoto.
- Cala a boca Agente James. – Agora, quem falava era o Nick. – Quem manda aqui sou eu. James, é o pai ma Meggy. Recebi um soco na barriga e gritei de dor. – Conhece o garoto Elena? – Tentei olhar e vi que eles amarravam um homem e uma mulher nas duas cadeiras. – Ele é sobrinho do Scott. – Nick me chutou.
- AAAAH. – Gritei e fechei os olhos, tentando amenizar a dor.
- Ele é namorado da filhinha de vocês, sabiam? – Nick ria. – Ela me trocou por esse pirralho.
- Quando sairmos daqui, eu te darei um soco por ter tocado em minha filha. – James disse com tom de ameaça, sem medo.
- Justin, você tem sorte que morrerá antes de poder conviver com seus sogros. – Nick encostou algo em minha nuca
- SOLTE O GAROTO NICK, ELE NÃO TEM NADA COM ESSA HISTÓRIA. – James o desafiou.
- CALA A BOCA. – Ele estava transtornado. – Se disser mais uma palavra, eu aperto o gatilho. O silencio reinou no local, a arma de Nick ainda estava apontada para mim, eu me contorcia de dor no corpo.
- Senhor...
- Eu disse para ficarem lá fora, inúteis.
- Scooter está ai. – O cara disse e Nick sorriu.
- Temos visita. – Ele comentou. – Agora a festa está completa. – Nick se afastou e mandou um os seus cachorrinhos nos olharem. Olhei para James e ele arregalou os olhos.
- Hey, pode me ajudar aqui? – James disse ao cara, ele se aproximou e recebeu um golpe de luta, e caiu no chão, desacordado. James se soltou e soltou Elena, eles se aproximaram de mim.
- Consegue andar? – Ela perguntou, preocupada.
- Não sei. – Tentei levantar e desabei no chão.
- Elena, saia daqui. – James disse, me ajudando a levantar. – Vá para a casa do Scooter, cuide da nossa menina – Isso tem som de despedida.
- Não, se pegarem?
- Meu amor, você precisa voltar para a casa, precisa cuidar da nossa menina. – James segurou o rosto dela e beijou sua testa. – Rápido, querida.
- Eu te amo James. – Elena disse e saiu correndo dali, ouvimos barulho de tiro, James me levantou e quando estávamos chegando, na porta, Nick apareceu, apontando a arma para mim, de novo.
 CONTINUA...

COMENTEM!

6 comentários:

  1. OOMG eu amo suas fanfics, eu acompanho TODAS!! você é demais meu continue assim. Se der pra voce dar uma divulgadinha aqui http://animespirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-idolos-justin-bieber-trouble-in-hollywood-794675/capitulo1 eu agradeço, comecei hoje

    ResponderExcluir
  2. EEEEEEEEEEEEEITA!! CONTINUA LOGOOOOO! U.U Ta perfeeeito >,<

    ResponderExcluir
  3. OOMB OMB OMB! Ahhhh continua cara ta muitooooooooooo bom velho haha! Poxa olha desculpa por não ter commentado nos outros, mas é que fiquei sem net por duas semanas, ai não tinha como ler :((
    Mas tipo continua ta muitoo bom

    ResponderExcluir
  4. iuahsuiahsuihas vou matar esse cara, se alguém morrer... cara ninguem pode morrer ):
    ando muito sumida eu sei,o nome disso é preguiça </3
    continua

    ResponderExcluir