quarta-feira, 26 de setembro de 2012

"Be Alright" - Cap. 35

                              descanse em paz anjo

Katherine POV
Acordei no meio da noite com meu celular apitando. Não levantei da cama, estiquei meu braço e peguei o celular. Era uma mensagem do Justin.
“Está acordada?” – Ele perguntava. Justin estava dormindo no quarto do Josh, de novo, ele não queria falar com Grace ou Tom.
“Agora, sim” – Respondi.
“Posso ir falar com você?”
“Sim.” – Levantei da cama cambaleando. Meus olhos não abriam totalmente. Abri a porta do quarto e Justin me olhava. Ele entrou no quarto. Sentamos em minha cama.
- Te acordei me desculpe. – Ele sorriu tímido.
- Tudo bem. – Passei as mãos em meus cabelos que deviam estar bagunçados. – Está bem? – Perguntei o olhando.
- Eu vou ao Canadá procurar meus pais Sky. – Ele disse tenso. Fiquei o olhando, sem saber o que dizer.
- Está decidido? – Franzi a testa preocupada com a resposta.
- Sim. Acha que não devo? – Ele perguntou confuso.
- Não quero que sofra mais. – Segurei suas mãos. – Não sabe quem eles são e...
- Se me procuram? Se faço falta na vida deles? – Ele me interrompeu. – Posso correr o risco, mas prefiro tentar. Mas seria mais fácil se estivesse do meu lado.
- Claro meu amor. – Segurei sua nuca e me aproximei. – Sempre e para sempre. – Encostei nossas testas e sorri. Vi lágrimas se formando nos olhos dele e o abracei. Imagino o quão difícil deve ser você acreditar em uma coisa a sua vida inteira e depois descobrir que não é verdade. Justin foi infeliz desde criança com pessoas que não tem nenhum parentesco com ele. Sinto-me culpada por esse sofrimento, Tom maltratou Justin por minha culpa. Mas acredito que as coisas acontecem por um motivo e tenho certeza de que tudo valerá a pena no fim. Justin se afastou e segurou meu rosto.
- Obrigado Sky. – Ele sussurrou. Seu rosto estava molhado.
- Imagina namorado. – Disse sorrindo e lhe dei um selinho. Justin ficou me olhando. Senti minhas bochechas queimarem e abaixei a cabeça. Ele começou a rir. – Para. – Disse tímida.
- Ah, eu te amo tanto Katherine. – Ele suspirou e aproximou-se mais. – Muito, muito, muito mesmo. – Justin segurou minha mão e beijou-a. Já devia estar vermelha. – Casa comigo?
- Claro. – Disse rindo. Justin segurou minhas duas mãos e me olhou, sério.
- Estou falando sério Sky. Casa comigo?
- Sério? Tipo, casar de verdade? – Perguntei confusa.
- Sim. Na igreja, de vestido branco. – Ele fez careta.
- Com certeza casarei com você Drew. – Segurava o riso. Justin estava fazendo caretas para mim.
- Amanhã, pode ser? – Ele agora estava sério.
- Quero me casar em Roma. – Comentei olhando para qualquer lugar. Justin assentiu.
- Temos que ir agora então. – Ele levantou da cama e me pegou no colo. Então, começou a girar. Agarrei seu pescoço até ele parar. Fiquei tonta. Justin me colocou no chão, mas não me soltou. Esperei a tontura passar e comecei a rir. Justin segurou minha cintura e levantou meu rosto. Ele colocou as mechas do meu cabelo no lugar e acariciou meu rosto. Justin aproximou-se e selou nossos lábios. Beijamos-nos. Não tem como não se apaixonar mais a cada dia por ele.
- Te amo. – Sussurrei ao nos afastarmos. Justin sorriu e me beijou de novo.
[...]
Acordei com o barulho irritante do despertador. Joguei-o no chão e abri os olhos. Ele continuava a apitar. Peguei-o e desliguei, tentando não me estressar. Levantei da cama ainda sonolenta e tropecei no tapete. Cai sentada no chão e comecei a rir sozinha. Não tinha força para levantar, de tanto que ria. Deitei no chão e tentei acalmar o riso. Alguém bateu na porta e a abriu. Mamãe ficou me olhando confusa.
- Me ajuda aqui. – Pedi estendendo a mão. Mamãe estava séria.  
- O que estava fazendo no chão?
- Eu tropecei e cai. – Disse sorrindo. Mamãe suspirou e olhou em meus olhos. – O que houve? – Perguntei confusa.
- Filha, Justin sumiu. – Ela falou tensa. – Nós já o procuramos por todo o bairro, mas não encontramos.
- Que? – Senti meus olhos se encherem de lágrimas. Lembrei-me do que ele disse na noite passada. Peguei meu celular, mas embaixo dele tinha um papel dobrado. Abri o papel. A letra ali era do Justin.
“Meu amor,
Eu não poderia te pedir para me acompanhar, seria egoísta da minha parte, mas estou indo atrás dos meus pais. Espero que não fique brava e que continue ao meu lado como disse. Eu te ligo assim que puder. Não se preocupe, ok?
Te amo,
 Drew.”
- Ele foi para o Canadá. – Disse entregando o papel para minha mãe. Ela me olhou preocupada. – Tenho medo de que se decepcione.
- Vai ficar tudo bem filha. – Mamãe me abraçou. Assenti e beijei sua bochecha.

Justin POV
Pisei em solo canadense e fui direto para Ontário. Grace me deu as informações sobre onde me sequestrou. Ela só sabia me pedir desculpas, mas não é simples assim. Hospital St. Judes era meu destino. Pessoas entravam e saiam dali o tempo todo. Analisei o hospital antes de adentrar. Respirei fundo e entrei. Caminhei até a recepcionista e procurei o que dizer.
- Pois não? – Ela sorriu amigável.
- Como posso ter a ficha de partos de dezessete anos atrás? – Perguntei tenso.
- Qual seria o motivo? – Ela perguntou confusa.
- É que, não sei quem são meus pais e eu precisava de nomes para começar a procurar. – Minhas mãos tremiam.
- Não sei se conseguirá permissão, mas vou tentar ajudar. – A mulher uniformizada entrou em uma sala e voltou acompanhada de um senhor.
- Não é permitido, mas te darei os nomes. – Ele sussurrou e fez sinal para acompanha-lo. Senti um alivio enorme e o segui. Finalmente saberei quem são meus pais.
Continua...

E a preguiça de escrever com esse frio gente? como faz? hahaha (não corrigi os erros, to com preguiça, sorry)

scarlett. por favor, terá que cuidar bem dela, ama-la e respeita-la até que a morte os separe kkkkkkkkkkkk 
Bia4ever eu não sei como seguir seu blog haha onde fica pra seguir?
Bianca nossa :O mas já ta melhor baby?
Sarah Gilbert olha que fofas as baleias namorando  *-* elas estão em extinção no brasil :( sim fui pesquisar sobre baleias haha

Gente, acho que a fic ta acabando, sei lá, já deu né, não consigo enrolar mais haha

Comentem! 

7 comentários:

  1. Tipooo Feliz por ser primeira a comentar de novo e um pouco triste pela Avalanna "/
    O Justin deve tah muito mal por isso
    Mais continuaaa tah perfeitoo

    ResponderExcluir
  2. To melhorando mas ainda estou muuito doentr e pra piorar ainda queimei meu rosto :(

    ResponderExcluir
  3. haaha é no canto direito.. nem sei se coloquei o negócio pra seguir... vou ver agora... mas é no canto direito mesmo!!

    Ta perfeitaa a ib!! continua logo!! bj


    Bia4ever

    ResponderExcluir
  4. aaaaah pode deixar u-u e ainda vou ama-la forevemente haha a véi como se consegue? frio pakas man,quase nem fui a escola,mas era semana de provas,ai já sabe néh? e ainda fiquei sem pc,quase morri. ~scarlett seduzentý qq é casada com a be alright u-u ~sente o power~ bjus

    ResponderExcluir
  5. aaaaaaaaaaaa fala sério, você consegue enrolar mais sim que eu seei!

    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA ela lembra de miiim! *-*

    Só hoje, dia 29, eu fiquei sabendo da Avalanna... cara, ela me ajudou muito. Eu sei que é estranho, mas foi por ela que eu percebi que ser humano hipócrita que eu sou... Sério mesmo, ela é um anjo. Um anjo lindo que está no céu agora.

    Tô esperando o próximo capitulo! (:

    ResponderExcluir